Um hospital do Texas, nos Estados Unidos, suspendeu 178 funcionários que se recusaram a receber a vacina contra a covid-19, contra uma ordem que exigia que toda a equipa fosse imunizada.

De acordo com a CNN, um dos maiores hopitais de Houston, que supervisiona oito hospitais e tem mais de 26.000 funcionários, estabeleceu o prazo de segunda-feira para que os funcionários recebessem a dose da vacina. Caso contrário, corriam o risco de suspensão e rescisão de contrato.

A guerra está aberta, uma vez que os trabalhadores que se recusaram a ser vacinados avançaram com um processo contra o tribunal no início da semana, considerando que o sucedido é "ilegal".

O hospital informou na última terça-feira que os 178 funcionários que trabalham a tempo inteiro ou parcial, foram suspensos por 14 dias sem remuneração por não cumprirem a exigência estabelecida.

Lara Ferin