neste link








“A Human Rights Watch encontrou provas de práticas de tortura difundida, falta de alimentação, espancamento e doenças nas instalações prisionais do governo sírio”.






publicou toda a investigação online


“Não temos dúvidas que as pessoas que surgem nestas fotos morreram à fome, foram espancadas e torturadas de forma sistemática e a uma escala massiva. O governo registou estas mortes, analisando dúzias de corpos de cada vez e não tomaram qualquer medida para investigar a causa da morte e para prevenir que mais pessoas morressem enquanto estavam detidas. Muitos dos sobreviventes que ficaram detidos nestas condições horríveis disseram-nos que muitas vezes desejavam morrer a continuar a sofrer”.