As autoridades húngaras afirmaram que o comandante do navio que colidou com o barco de turistas que se afundou, na quarta-feira, em Budapeste, foi detido. O homem, de nacionalidade ucraniana e de 64 anos, é suspeito por negligência.

A informação foi avançada numa altura em que as autoridades já perderam a esperança de encontrar as 21 pessoas desaparecidas no acidente com vida. Recorde que sete turistas sul-coreanos morreram, depois de uma outra embarcação ter embatido com o barco turístico.

Durante as operações de resgate, sete pessoas foram salvas, todas com claros sinais de hipotermia, de acordo com a BBC.

Foi encetada uma investigação criminal para apurar as circunstâncias da colisão, uma vez que este foi um evento quase inédito no Danúbio.

Soube-se, esta quinta-feira, que o barco de turismo se virou de lado e afundou em cerca de sete segundos.

Segundo a BBC, a polícia da Hungria disse que a investigação encontrou provas que podem indicar responsabilidade pessoal por parte do capitão da embarcação, identificado como Yuriy C.