A mulher mais idosa do Brasil, Francisca Celsa dos Santos, considerada a terceira pessoa mais velha do mundo, morreu aos 116 anos, anunciou no domingo a imprensa local.

A idosa morreu de pneumonia em Fortaleza, no estado do Ceará, na terça-feira, quando faltavam 16 dias para o 117.º aniversário, disse uma das netas, Fernanda Aliny Barroso Celsa, ao jornal Folha de São Paulo e ao portal de notícias G1.

 

A neta acrescentou que um dia antes de morrer, a brasileira foi reconhecida como a mulher mais velha da América Latina pelo Livro de Recordes Guinness.

Francisca Celsa dos Santos nasceu em 21 de outubro de 1904 na cidade de Cascavel, no Ceará, de acordo com o Grupo de Investigação Gerontológica (GRG), com sede nos Estados Unidos, uma organização fundada em 1990 que acompanha as pessoas com mais de 110 anos.

A brasileira, que viveu durante duas pandemias, a atual e a chamada gripe espanhola, entre 1918 e 1919, não foi infetada com o novo coronavírus, de acordo com a neta, mas acabaria por morrer, na sequência do agravamento de uma pneumonia.

Francisca Celsa dos Santos era a terceira pessoa mais velha do mundo, depois da japonesa Kane Tanaka, com 118 anos, e da francesa Lucile Randon, com 117, segundo o GRG.

Agência Lusa / BC