Cerca de cem pessoas estão desaparecidas no Golfo de Aden depois de terem sido atiradas ao mar ao largo da costa do Iémen por contrabandistas, afirmou um porta-voz da ONU, citado pela AP.

47 pessoas conseguiram nadar cinco quilómetros até terra e estão a ser assistidas pela organização. Ron Redmon disse que a embarcação em que viajavam saiu da Somália, na segunda-feira, com 150 pessoas a bordo.

Só neste Golfo, a ONU calcula que tenham desaparecido 365 pessoas este ano. Pelo menos 230 imigrantes ilegais da Somália morreram ao efectuar esta perigosa viagem.
Redação / CP