Carlos Eugenio Irarrazaval, apontado há menos de um mês bispo auxiliar da diocese de Santigo do Chile, apresentou a resignação ao Papa, que a aceitou, semanas depois de fazer comentários sobre a falta de mulheres na Última Ceia.

Segundo o The Guardian, Irarrazaval deu uma entrevista em maio a uma estação televisiva chilena, dizendo que se não havia mulheres sentadas à mesa na Última Ceia de Jesus com os apóstolos "temos de o respeitar" e que a razão talvez fosse porque elas prefiram ficar "no quarto das traseiras". 

Os comentários fizeram estalar a polémica no Chile, numa altura em que os fiéis estão ainda marcados pelo escândalo de abusos sexuais que alcançou grandes proporções na igreja chilena.

O bispo ainda acrescentou: "Jesus Cristo tomou decisões e não eram ideológicas, e nós queremos ser fiéis a Jesus Cristo". Carlos Eugenio Irarrazaval tinha sido apontado bispo auxiliar precisamente para, segundo o Papa Francisco, restaurar a credibilidade da igreja católica no Chile. 

Só no país da América Latina, a polícia está a investigar mais de 150 casos de abuso sexual com mais de 200 vítimas.