O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, enalteceu, esta sexta-feira, o heroísmo demonstrado pelos britânicos para vencer a Alemanha nazi em 1945, pedindo que o país tenha o “mesmo espírito de esforço nacional” na luta contra o novo coronavírus.

Neste aniversário, estamos envolvidos num novo combate contra o coronavírus que exige o mesmo espírito de esforço nacional que vocês incorporaram há 75 anos", declarou Boris Johnson, numa mensagem direcionada aos veteranos da Segunda Guerra Mundial e divulgada por ocasião do 75.º aniversário do fim deste conflito mundial, ditado a 08 de maio de 1945 após a rendição da Alemanha nazi.

Na mensagem, o governante recordou que há 75 anos os britânicos “celebraram a vitória sobre a agressão de Hitler [líder da Alemanha nazi]", alcançada graças ao heroísmo "de inúmeras pessoas comuns" nas frentes de combate e no território do Reino Unido.

Entre as várias iniciativas programadas para esta sexta-feira no Reino Unido para assinalar a efeméride, que está a ser marcada e condicionada pelas medidas de restrição impostas pela pandemia de Covid-19, várias cidades britânicas, incluindo a capital Londres, foram sobrevoadas por aviões da Força Aérea britânica e os canais de televisão cumpriram dois minutos de silêncio.

Durante a manhã, o príncipe Carlos, herdeiro do trono britânico, e a sua mulher Camila, que se encontram a cumprir o atual período de confinamento na Escócia, surgiram em direto nas televisões e fizeram os dois minutos de silêncio.

O ato simbólico foi cumprido igualmente pela Rainha Isabel II, líderes políticos e pela população em geral.

Durante uma emissão na estação pública BBC, prevista para hoje à tarde, o príncipe Carlos irá ler excertos do diário do seu avô, Jorge VI, nos quais o então monarca reflete sobre a rendição das forças nazis.

A BBC também vai emitir o discurso de vitória do então primeiro-ministro, Winston Churchill.

Os atos comemorativos vão culminar com o discurso ao país da Rainha Isabel II que será transmitido pela BBC às 21:00 locais (a mesma em Lisboa), a mesma hora a que o seu pai, o Rei Jorge VI, falou à nação via rádio em 08 de maio de 1945.

O Reino Unido está entre os países mais afetados pela pandemia do novo coronavírus, com o registo de 30.615 mortos e mais de 206 mil casos de infeção.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias France Presse (AFP), a pandemia da doença covid-19 já provocou cerca de 269 mil mortos e infetou mais de 3,8 milhões de pessoas em 195 países e territórios. 

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ Publicado por MM