A agência espacial norte-americana, NASA, utilizou imagens de satélite para mapear a devastação causada pela explosão que atingiu o porto de Beirute, no dia 4 de agosto.

Uma equipa da Advanced Rapid Imaging and Analysis (ARIA) da NASA, em colaboração com o Observatório da Terra de Singapura, analisaram os dados no espaço para determinar as mudanças que ocorreram na superfície do solo de Beirute, antes e depois do incidente.

Mapas como este podem ajudar a identificar áreas gravemente danificadas onde as pessoas podem precisar de assistência”, afirma a agência num comunicado. “A explosão ocorreu perto do porto da cidade. Ceifou mais de 150 vidas e estima-se que tenha causado danos no valor de biliões de dólares”

No mapa publicado, é possível ver a vermelho escuro as áreas mais severamente afetadas pela explosão. As áreas em laranja representam as moderadamente danificadas e as áreas em amarelo as que, provavelmente, sofreram menos danos. Cada pixel colorido representa uma área de 30 metros.