"Congratulo-me com o acordo comum entre os dois governos para responder à situação complexa em Calais", no norte de França, disse António Guterres, em comunicado.


"Neste contexto, é importante notar que para lutar eficazmente contra as redes e os traficantes devemos aumentar o número de recursos legais disponíveis para que as pessoas a necessitar de proteção possam vir para a Europa", acrescentou.














Redação