O Presidente russo agradeceu este domingo ao seu homólogo dos Estados Unidos, Donald Trump, as informações norte-americanas que permitiram à Rússia impedir ataques terroristas no seu território, informou o Kremlin.

Vladimir Putin agradeceu a Donald Trump pela comunicação, através dos serviços de inteligência, de informações que permitiram impedir a realização de atos terroristas na Rússia", anunciou a presidência russa em comunicado, sem especificar a natureza dessas informações.

Após esta comunicação, os serviços de segurança russos (FSB), citados pelas agências russas, indicaram que as autoridades russas detiveram na sexta-feira dois cidadãos russos suspeitos de quererem realizar um ataque em São Petersburgo, em "lugares muito frequentados" durante as celebrações do Ano Novo.

O FSB esclareceu que as detenções foram realizadas "com base em informações recebidas anteriormente" pelos parceiros norte-americanos.

"s pessoas detidas tinham provas que atestam a preparação de um ato terrorista", acrescentaram os serviços de segurança russos, que anunciaram também a abertura de uma investigação.

Apesar do antagonismo em muitas questões internacionais, Moscovo e Washington destacam regularmente o desejo mútuo de combater o terrorismo através da troca de informações.