Mais de 20 crianças foram mortas e dezenas de outras ficaram feridas quando um incêndio consumiu uma escola na segunda maior cidade do Níger, Maradi, segundo as autoridades locais.

Três salas de aula feitas de canas e palha foram consumidas pelo incêndio na pré-escola e na escola primária chamada "AFN", tirando a vida às crianças entre os 3 e os 8 anos de idade, anunciou o Governo na segunda-feira ao fim do dia.

Foi lançada uma investigação para determinar a causa do incêndio e onde começou, confirmou a Direção Regional de Educação do Níger.

As cabanas de palha são frequentemente utilizadas como salas de aula temporárias em escolas sobrelotadas no Níger, na África Ocidental.

Em abril, um incêndio alimentado por ventos fortes queimou uma escola primária na periferia da capital do Níger, Niamey, matando 20 crianças.

Professores e pais sublinharam os perigos associados a estas salas de aula temporárias.

Os nossos corações estão com as crianças e famílias atingidas. As nossas mais sinceras condolências às famílias das vítimas e às suas comunidades", declarou o representante da Unicef no Níger, Stefano Savi, numa declaração citada pela agência Associated Press.

"Nenhuma criança deve estar em perigo quando frequenta uma escola", acrescentou Savi. "A Unicef continuará a trabalhar com as autoridades nacionais e parceiros em todo o país para assegurar que as crianças possam frequentar a escola e aprender em ambientes seguros".

/ NM