Pelo menos quatro bebés morreram durante um incêndio numa unidade de recém-nascidos, num hospital de crianças na Índia, informaram esta terça-feira as autoridades.

O incêndio começou na noite de segunda-feira, no Hospital Infantil Kamala Nehru, em Bhopal, no estado central de Madhya Pradesh, e afetou a unidade de cuidados neonatais, disse o ministro regional da Educação Médica, Vishwas Sarang.

Embora as equipas de salvamento tenham acorrido "imediatamente" assim que o alarme foi dado, "quatro bebés não puderam ser salvos no incidente", enquanto outros recém-nascidos estão a ser tratados, informou, citado pela agência Efe.

As famílias dos bebés falecidos receberão uma indemnização de 400.000 rupias (cerca de 4.600 euros), anunciou.

Este é um acidente muito triste e lamentável. Foi ordenada uma investigação de alto nível", concluiu o ministro regional, que transmitiu as "mais profundas condolências às famílias enlutadas".

Na origem do incêndio poderá ter estado um curto-circuito, adiantou o governante, em declarações à imprensa.

Os incidentes deste tipo são comuns na Índia, devido a infraestruturas deficientes e falta de manutenção, uma situação agravada pela corrupção e práticas ilegais.

De acordo com os últimos dados oficiais, em 2018 registaram-se 13.099 incêndios em edifícios governamentais na Índia, incluindo em escolas, fazendo 12.748 mortos e 777 feridos.

No sábado passado, no estado ocidental de Maharashtra, pelo menos 10 pessoas morreram quando um incêndio deflagrou num hospital público para doentes com o novo coronavírus.

Em janeiro último, na mesma região, 10 bebés morreram noutro incêndio hospitalar, provocando indignação no país.

/ NM