Uma mulher foi incendiada na Índia no dia em que ia a tribunal depor contra dois homens que a teriam alegadamente violado.

De acordo com a policia, a vítima, de apenas 23 anos, contou que foi atacada a caminho da estação de comboios de Unnao, no estado indiano de Uttar Pradesh, onde iria apanhar o comboio para o tribunal.

Disse ainda que os dois homens, suspeitos de a ter violado em março, estavam envolvidos no ataque, que ocorreu na quinta-feira, e que tiveram o apoio dos pais e de um sobrinho.

Apesar de não ter conseguido depor em tribunal contra os atacantes, estes foram presos por suspeita de tentativa de homicídio e intimidação criminal. 

A jovem está no hospital em estado crítico, depois de ter sofrido queimaduras em 90% do corpo.