O Taj Mahal, uma das sete maravilhas do Mundo, está a ficar verde. E está cada vez pior, avança a BBC. 

O problema não é novo, mas, nos últimos dias, o Supremo Tribunal da Índia decidiu pedir ajuda internacional para limpar o palácio de mármore, uma vez que as empresas nacionais não têm sido capazes de resolver o problema.

Mesmo que tenham capacidade não a estão a utilizar. Ou então não querem saber”, critica o tribunal.

A origem do problema está no excremento de insetos, que deixam marcas esverdeadas nas paredes de mármore branco. Os insetos em causa, que dão pelo nome de Chironomus Calligraphus (Geoldichironomus), são provenientes do contaminado rio Yamuna, próximo do Taj Mahal, afirmam os ambientalistas. 

O Yamuna está tão estagnado que os peixes que antes ajudavam a controlar a população de insetos estão a morrer, fazendo com que as pragas proliferem”, explica o ambientalista DK Joshi à BBC, que fala, ainda, numa “reprodução explosiva de insetos”. 

Embora as manchas possam ser limpas, como tem acontecido, o problema é que, “quando se esfrega com frequência, o mármore pode perder o seu brilho”, adianta ainda DK Joshi. 

Mas as paredes de mármore não estão apenas verdes. Apresentam também um tom amarelado, desta feita por culpa da poluição proveniente das indústrias e de uma refinaria na cidade de Agra. O governo indiano encerrou já diversas fábricas, contudo a poluição continua a manchar o mausoléu.

Numa tentativa de recuperar a beleza e o brilho das paredes de mármore, o Serviço Arqueológico da Índia (ASI) está a aplicar cobertores de lama para remover a contaminação, técnica que tem origem nos tratamentos de beleza milenares feitos pelas mulheres indianas. 

Uma camada de um tipo de lama rica em cal misturado com água é aplicada nas paredes e deixada lá por 24 horas ou mais até secar. Depois de seca, a lama é removida e a superfície da parede é lavada com água destilada para remover as impurezas", descreve um funcionário do departamento químico da ASI, Manoj Bhatnagar. 

Considerado o "monumento do amor", o Taj Mahal, um dos principais pontos turísticos da Índia, foi construído no século XVII pelo imperador Shah Jahan para a sua mulher Mumtaz Mahal, que morreu durante o parto.

/ NOA