Em Jacarta, na Indonésia, quem andar na rua sem máscara de proteção contra a covid-19, está a ser castigado ao ser obrigado a ficar, durante um minuto, deitado dentro de um caixão.

Segundo a Sky News, as autoridades locais explicaram que o objetivo da medida é consciencializar a população, para que as pessoas reflitam sobre as consequências dos seus atos.

A par deste castigo, foi mantida a possibilidade de o infrator escolher antes pagar uma multa. Foi o caso do cidadão Adbul Skykur, que foi apanhado sem máscara, e que optou por entrar no caixão, alegando que não tinha dinheiro para pagar a multa, que se fixa nos 17 dólares, cerca de 14 euros.

"Com a covid-19, existe o risco de (os infratores) serem colocados dentro de um caixão de verdade", afirmou Budhy Novian, diretor da Agência de Ordem Pública de Jacarta Oriental, acrescentando que o castigo vai manter-se enquanto for necessário.

Perante o aumento de casos da doença, a capital do país espalhou ainda caixões e alertas pelas ruas, mostrando o número de infetados com a doença, bem como o número de mortos.

Desde o início da pandemia, a Indonésia já registou cerca de 180 mil casos de infeção e quase oito mil mortos por covid-19.

Lara Ferin