Há dias de sorte e a Josua Hutagalung, de 33 anos, saiu-lhe a sorte grande e... pesada. Isto porque o telhado da casa de Josua, na Indonésia, foi atingido por um meteorito avaliado em 1,5 milhões de euros. O incidente aconteceu em agosto, mas só agora a história foi conhecida. 

De acordo com o jornal britânico Metro, a pedra espacial pesava pouco mais de dois quilos e tinha cerca de 4,5 mil milhões de anos. Foi classificada como um condritos carbonáceos CM1/2, uma variedade extremamente rara e que, por isso mesmo, pode custar cerca de 721 euros a grama. 

Em declarações a um canal televisivo local, Josua, que trabalhava numa fábrica de caixões, contou que quando levantou o meteorito, este ainda estava quente.

Quando eu a levantei, a pedra ainda estava quente e trouxe-a para casa. O estrondo foi tão grande que houve partes da casa que tremeram. Fui ver o que é que se tinha passado e vi que o telhado estava partido", relatou. 

 

Eu tive fortes suspeitas de que esta pedra era um objeto do céu a que muitas pessoas chamam de meteorito Porque era impossível que alguém a tivesse, deliberadamente, atirado ali para cima", acrescentou. 

Pai de três filhos rapazes, Josua recebeu o equivalente a 30 anos de trabalho. No entanto, disse que iria usar o dinheiro para construir uma igreja na comunidade onde vive em Kolang, na província de Sumatra do Norte. 

Mas este não era o seu único desejo. Ao The Sun, admitiu: "também sempre quis ter uma filha e espero que este seja um sinal de que tenho sorte suficiente para ainda vir a ter uma"

Jared Collins, um norte-americano especialista em meteoritos, enviou a pedra para os Estados Unidos onde foi comprada por Jay Piatek, um médico e colecionador de meteoritos de Indianápolis.

Há quem diga que "o dinheiro não cai de céu", mas Josua é um exemplo de que afinal, não é bem assim. 

Cláudia Évora