Os ingleses vão ter direito a dois testes rápidos por semana, numa altura em que o país vai avançando no desconfinamento e quando mais de  metade da população do Reino Unido foi já vacinada.

A medida entra em vigor na sexta-feira, anunciou o ministro da saúde inglês, Matt Hancock

Estes testes rápidos são testes de fluxo lateral, gratuitos, e que estarão disponíveis em centros de testagem, farmácias e pelo correio.

O objetivo é, segundo Matt Hancock, "recuperar a liberdade perdida", escreveu na rede social Twitter, considerando que "os testes regulares estão no centro do plano de reabertura da sociedade e da economia".

Inglaterra prepara-se para reabrir na próxima segunda-feira, 12 de abril, o comércio não essencial e as esplanadas dos restaurantes e bares, que poderão começar a receber clientes no exterior.

O primeiro-ministro Boris Johnson anuncia hoje os próximos passos do país.

Veja também:

Catarina Machado