Quem trava o Manchester City? Os «citizens» venceram sem grandes dificuldades o Tottenham por 3-0 e chegaram à 16.ª vitória consecutiva em todas as competições. 

José Mourinho visitou o Etihad à procura de fazer o quem nunca ninguém tinha feito: derrotar uma equipa de Guardiola pela terceira vez consecutiva em jogos do campeonato. O português surpreendeu ao apresentar um quarteto ofensivo composto por Lucas, Lamela, Son e Kane com Ndombélé e Hojbjerg enquanto o treinador catalão deixou Rúben Dias no banco de suplentes e apostou em Bernardo e Cancelo.

Os «spurs» ficaram muito perto de ter um arranque de partida de sonho. Porém, o livre de Harry Kane esbarrou no poste da baliza de Ederson. Ora não marcaram os londrinos, marcaram os «citizens», Hojbjerg precipitou-se e derrubou Gundogan na área. Rodri aproveitou e converteu - com um pouco de sorte - o penálti (23m).

O Tottenham foi perdendo capacidade de resposta e acabou dominado pelo rival. O Man. City poderia ter chegado ao intervalo a vencer por 2-0, mas o pontapé de Gabriel Jesus bateu na trave e saiu para fora. 

Mourinho mexeu ao intervalo e trocou Lucas Moura por Sissoko. No entanto, nem houve tempo para perceber a ideia do técnico português, visto que o City chegou ao 2-0 aos 50 minutos. Sterling teve tempo e espaço para percorrer toda a área com a bola controlada, para deixar em Foden e voltar a receber até tabelar com Gundogan. O alemão, que está a atravessar um grande momento de forma, rematou e viu a bola entrar por baixo do corpo de Lloris.
 

O Manchester City deu o golpe final na partida numa jogada embaraçosa para a linha defensiva do Tottenham. Ederson recebeu na área e fez um passe até à área contrária para Gundogan. O internacional germânico dominou, viu Sánchez desequilibrar-se e bater com o rosto no chão, e rematou para o 3-0.
 

A única má notícia para Guardiola chegou aos 69 minutos quando o próprio Gundogan saiu com queixas físicas. Ainda assim, o líder da Premier League teve uma ocasião soberana para chegar à goleada, mas Lloris travou o remate de Sterling. Em sentido contrário, Bale teve um jogada de génio e ameaçou o golo de honra do Tottenham.

O City lidera o campeonato com sete pontos de vantagem para o Leicester e oito para o Man. United que apenas joga este domingo. Por sua vez, o Tottenham é oitavo e pode acabar a ronda no nono lugar.