Que superioridade!

O Inter de Milão venceu a campeã Juventus por 2-0, no dérbi de Itália e igualou à condição do líder AC Milan.

Cristiano Ronaldo foi o primeiro a marcar, mas o seu golo foi invalidado por posição irregular de Morata no início do lance. Depois desse lance, a Vecchia Signora desapareceu ofensivamente e foi engolida pela pressão alta, quase asfixiante, do rival. 

Os nerazzurri responderam ao susto com golo. Nicolò Barella (que jogo!) fugiu na direita e cruzou para o cabeceamento certeiro de Arturo Vidal, em antecipação a Bonucci (12m). A dominar a seu bel-prazer, o Inter ficou perto do 2-0: Lukaku levou tudo à frente e rematou para defesa incompleta de Sczcesny. Na recarga, Lautaro falhou com a baliza escancarada. 


Pirlo sentia a equipa em dificuldades e mudou pouco depois do intervalo: entraram Bernardeschi, Kulusevski e McKennie e saíram Ramsey, Rabiot e Frabotta. Já foi, porém, tarde. Nessa altura, já o Inter tinha chegado ao 2-0 num lance em que ficou espelhado a falta de organização dos bianconeri: Bastoni, um dos centrais do Inter, fez um passe longo e isolou Barella que fuzilou Sczcesny.
 

Até final foi sempre o Inter que esteve mais perto de marcar. Não é descabido referir que o resultado peca por escasso. Conte e companhia tem a Juventus a sete pontos e estão empatados com o rival da cidade na liderança.