As enchentes que esta semana atingiram Zhengzhou, uma das maiores cidades do centro da China, deixaram pelo menos 51 mortos, de acordo com a atualização oficial do número de vítimas feita hoje.

As chuvas torrenciais obrigaram ainda à retirada de mais de 395 mil pessoas e causaram prejuízos superiores a 65,5 mil milhões de yuan (8,5 mil milhões de euros), segundo um comunicado divulgado pelas autoridades de Zhengzhou.

O jornal oficial em língua inglesa China Daily detalhou que o número de mortos inclui apenas Zhengzhou, a capital da província de Henan. Outras áreas da província também enfrentaram fortes chuvas e cheias dos rios.

Em Zhengzhou, as ruas transformaram-se em canais de água, com o rápido fluxo de água a arrastar pessoas, veículos e apartamentos. Lojas e escritórios ficaram cheios de água lamacenta, forçando as pessoas a procurarem abrigo.

Entre os mortos constam 12 pessoas que ficaram encurraladas pelas enchentes no metro subterrâneo da cidade.

A inundação deslocou quase 400.000 pessoas na cidade de 12 milhões de habitantes, um importante centro para a indústria e transportes.

O balanço anterior era de 33 mortos e oito desaparecidos.

/ MJC