Uma bomba destruiu uma escola do Estado para raparigas esta sexta-feira na fronteira noroeste do Paquistão, afirmou a polícia, de acordo com a CNN.

Os rebeldes detonaram um explosivo improvisado numa escola por volta das duas da madrugada destruindo dez salas de aula e dois gabinetes, mas ninguém foi atingido, explicou Bashir Khan da polícia de Kabal.

A escola está localizada na cidade de Tatano no Vale Swat, cerca de 150 quilómetros a norte de Peshawar. Os rebeldes já destruíram mais de 30 escolas em Swat só no último mês, de acordo com o ministro da Educação. O ataque de esta sexta-feira ainda não foi reclamado por ninguém.

A região é a casa do radical Maulana Fazlullah, que considerou as escolas para raparigas um projecto anti-islâmico e alertou as famílias para que tirassem as filhas desses locais.
Redação / AIS