Pelo menos quatro palestinianos foram mortos esta segunda-feira em confrontos com forças israelitas no campo de refugiados de Jenin, situado no norte da Cisjordânia ocupada, disseram fontes oficiais e testemunhas.

A polícia das fronteiras de Israel, uma unidade armada a operar na Cisjordânia, indicou que participou numa operação em Jenin para capturar uma pessoa implicada em "atividades terroristas", quando foi alvo de tiros "a curta distância", disparados por "um grande número" de pessoas.

As forças de infiltração da polícia de fronteiras ripostaram aos terroristas e neutralizaram-nos", indicou a unidade, citada pela agência de notícias France-Presse (AFP), precisando que não se registaram vítimas do lado israelita.

De acordo com a agência de notícias palestiniana Wafa, pelo menos dois palestinianos foram mortos no confronto.

Um fotógrafo da AFP confirmou a presença dos dois corpos na morgue do hospital de Jenin, onde testemunhas indicaram que haveria mais dois mortos palestinianos, cujos cadáveres não foram entregues pelas forças de segurança.

Um porta-voz da polícia das fronteiras israelita confirmou à AFP que os corpos de dois palestinianos permanecem na unidade armada, totalizando assim quatro vítimas nestes confrontos.

Nas últimas semanas, registaram-se vários conflitos entre as forças israelitas e palestinianos na Cisjordânia, principalmente em Jenin e Beita, onde os habitantes se manifestam desde maio contra a instalação de um colonato judaicao nas proximidades.

/ JGR