Roma vai implementar multas para quem for apanhado a deitar máscaras ou luvas para o chão das ruas da capital italiana. A autarquia da cidade revelou que as coimas podem ascender até 500 euros, de acordo com a infração.

A proibição da capital italiana vai estar em vigor até dia 31 de julho. Durante este período, passa a ser sancionado qualquer pessoa que descarte material de proteção individual para o pavimento de Roma.

Nestes meses de emergência de saúde pública devido ao novo coronavírus, os nossos operadores ambientais reportaram várias ocorrências, em que recolheram máscaras e luvas atiradas para o chão por pessoas pouco civilizadas”, explicou Viriginia Raggi à Agência EFE.

Viriginia Raggi alertou ainda para o potencial risco sanitário que constitui abandonar máscaras e luvas em qualquer local que não seja um caixote do lixo.

Depois das esplanadas cheias que levaram a um surto de Covid-19 que acabou por dizimar o país, os italianos estão mais precavidos, o que está a resultar no aumento do número de materiais de proteção individual abandonados nas ruas.

Itália foi o primeiro epicentro da pandemia de Covid-19 na Europa e um dos países mais fustigados pelo novo coronavírus no mundo. Até ao momento, conta com 229.858 casos de infeção e 32.785 mortes, o terceiro país do planeta com maior número de óbitos, superado apenas pelos Estados Unidos da América e pelo Reino Unido.

Também em Portugal tem aumento o número de máscaras e luvas abandonadas um pouco por todo o país.

Nuno Mandeiro