O Brasil vai abrir uma delegação diplomática em Jerusalém como extensão da embaixada em Telavive, anunciou o ministro da diplomacia israelita, Israel Katz, durante o primeiro dia da visita oficial do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, ao país.

Obrigado por abrir uma delegação diplomática em Jerusalém. Israel e o Brasil são verdadeiros amigos com valores comuns e reforçaremos a cooperação entre os nossos dois países", escreveu nas redes sociais Katz, horas antes de Bolsonaro falar numa conferência de imprensa com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyhau, altura em que se espera o anúncio oficial.

O chefe de Estado brasileiro tinha prometido, durante a sua campanha eleitoral, seguindo os passos dos Estados Unidos, a transferência da representação diplomática para a Cidade Santa, cuja parte este, reivindicada pelos palestinianos, está ocupada.