O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, chamou "idiota" a uma repórter que lhe fez uma pergunta sobre uma fotografia divulgada pelo próprio Palácio do Planalto.

Segundo noticia o G1, na imagem, Bolsonaro aparece com um cartaz que simula um cartão de CPF (Cadrasto de Pessoas Físicas, que serve para identificar os contribuintes no Brasil) com a palavra "cancelado", o que normalmente acontece quando uma pessoa morre.

O ataque do presidente brasileiro à jornalista Driele Veiga, da TV Aratu, ocorreu esta segunda-feira, durante uma visita à Bahia. 

Durante a visita, que provocou aglomeração de pessoas, Bolsonaro circulou sem máscara (o que é proibido no Brasil) e andou de carro com a porta aberta (o que também é proibido no país).

A jornalista questionou Bolsonaro sobre as críticas que este recebeu pela imagem, numa altura em que as mortes pela covid-19 no Brasil se aproximam das 400.000. Foi aí que o presidente brasileiro respondeu:

Não tem o que perguntar, não? Deixe de ser idiota, menina!", disse Bolsonaro.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia já reagiu ao incidente, lamentando ter que emitir, mais uma vez, uma nota para criticar o comportamento do presidente. 

Rafaela Laja