Um Boeing 737-800 da Japan Airlines ficou com uma asa completamente danificada depois de o vento forte que se fazia sentir no Aeroporto Internacional de Narita, em Tóquio, o ter feito mover-se sozinho.

A aeronave, que estava ali estacionada desde o dia 5 de abril, começou a balançar por causa das rajadas de vento, deu uma volta de 90 graus e a asa esquerda acabou por embater contra uma ponte de embarque, tendo ficado dobrada e danificada. 

O avião da Japan Airlines não tinha nenhum passageiro nem tripulante a bordo no momento em que se deu o incidente. Por essa razão, não há registo de feridos. Um Boeing 737-800 vazio pesa aproximadamente 50 toneladas, mas, ainda assim, conseguiu ser dominado pelas rajadas de vento. 

A companhia aérea já informou que está a investigar as causas do acidente, mas admite que as rodas tenham sido destravadas pelo vento forte e isso tenha permitido que o avião se movimentasse sozinho.

De acordo com a rádio e televisão NHK World, agência de meteorologia do Japão tinha emitido alertas para o mau tempo que se iria fazer sentir na segunda-feira. A previsão era de chuvas intensas, ventos fortes e possibilidade de tornados. Nesse mesmo dia, foram vários os voos que acabaram por ser desviados para outros aeroportos.

Cláudia Évora