Um homem foi detido no Japão por utilizar coleiras de choque para disciplinar os filhos. O pai, de 45 anos, admitiu utilizar a coleira para punir as crianças quando estas falhavam nos seus deveres, como os trabalhos de casa ou as tarefas domésticas.

A detenção ocorreu esta quarta-feira, e Takahiro Goto, o homem acusado, também é suspeito de ter utilizado um "taser" (arma atordoadora).

Goto tem três crianças aos seus cuidados. Duas raparigas, de 17 e 11 anos, e um rapaz de 13. Segundo os meios de comunicação japoneses, o aparelho utilizado serve para impedir os cães de ladrar e pode ser controlado remotamente.

A polícia de Fukuoka, local onde ocorreu o incidente, reportou que Goto teria o hábito de abusar das crianças ao seu cuidado há vários anos, de forma a punir eventuais desleixos. O menino teria ainda apresentado algumas lesões de queimadura junto à zona do pescoço.

O abuso tornou-se evidente quando a filha mais velha se queixou à professora, em fevereiro, segundo o Japan Times. A educadora dirigiu as queixas às autoridades locais.

A violência infantil tem sido um tema discutido no Japão nos últimos anos. A discussão subiu de tom quando Yua Funato, de cinco anos, morreu depois de o pai ter deixado a criança à fome como forma de disciplina.

O caso mereceu especial atenção da sociedade japonesa, o que motivou o presidente japonês, Shinzo Abe, a garantir que ia mover meios para impedir a ocorrência de casos semelhantes.