Adriano Maranhão, o português infetado com coronavírus no Japão, relatou esta terça-feira a viagem entre o navio Diamond Princess e o hospital, na cidade de Okazaki, equivalente em quilómetros a uma viagem entre Lisboa e Porto.

Adriano conversou com a TVI já internado no hospital depois de realizar uma viagem de sete horas de autocarro. Disse sentir o corpo cansado, mas admitiu estar confiante de que irá regressar a Portugal em breve.  

Segundo a vídeochamada que fez com a mulher, Adriano será visto por um médico amanhã, tendo, até ao momento, sido vigiado por enfermeiros do hospital.

Adriano Maranhão adiantou que lhe foi permitido o acesso ao WI-FI gratuito e que conseguirá comunicar com a família através de mensagens e de vídeochamadas.

O português disse estar a ser bem acompanhado e que a comunicação com os funcionários do hospital tem sido feita em língua inglesa. 

Rita Barão Mendes