O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, demitiu-se do cargo, esta quarta-feira.

Na carta de demissão, Sessions revela que se demitiu a pedido do presidente norte-americano, Donald Trump.

Entretanto, Trump já fez saber que o chefe do gabinete de Sessions, Matthew Whitaker, será o procurador-geral interino.

Jeff Sessions aguentou mais de um ano de ataques e críticas pessoais de Trump por se ter escusado a investigar a potencial ingerência russa na campanha presidencial de Trump, em 2016, em conluio com a equipa de campanha deste.

O chefe de Estado culpou essa decisão de Sessions por ter aberto a porta à nomeação do procurador especial Robert Mueller, que tomou a seu cargo a investigação sobre o papel da Rússia e começou a analisar se a intimidação de Sessions seria parte de um plano mais abrangente de obstrução da Justiça.