O príncipe André de Inglaterra rejeitou as acusações de uma mulher que diz ter sido forçada a ter relações sexuais com o duque de York. Numa entrevista à BBC, este sábado, o príncipe disse que num dos dias apontado pela mulher estava com as filhas e até teve de levar uma delas a uma festa numa pizzaria.

Virginia Giuffre afirma que foi forçada por Jeffrey Epstein a ter relações sexuais com vários amigos do magnata norte-americano quando era adolescente e um deles foi o príncipe André. Giuffre afirmou que foi obrigada a ter relações sexuais com o filho da rainha Isabel II em três ocasiões: uma vez em Londres, outra em Nova Iorque e uma terceira numa ilha privada de Epstein nas Ilhas Virgens.

Nesta entrevista à BBC, o duque de York afirmou que “tal nunca aconteceu” e que nem sequer se lembra de ter conhecido esta mulher.

Nunca aconteceu. Posso afirmar categoricamente que isto nunca aconteceu. Nem sequer tenho memórias de alguma vez ter encontrado esta mulher.”

Giuffre afirma que uma dessas relações aconteceu em Londres, a 10 de março de 2001, na casa da socialite britânica Ghislaine Maxwell. Mas André afirma que se lembra bem desse dia: estava em casa com as filhas e até teve de levar uma delas, a princesa Beatrice, a uma festa numa pizzaria.

Eu estava com as crianças. Levei a Beatrice a uma pizzaria para uma festa, deviam ser 16:00 ou 17:00. A duquesa estava fora e nós tínhamos uma regra simples que era quando um estava fora o outro não estava.”

Questionado sobre uma fotografia em que surge ao lado de Giuffre, com o braço à volta da cintura da jovem, o duque disse que não se lembra dessa fotografia ter sido tirada e sugeriu que a imagem tenha sido manipulada.

“As investigações que fizemos” foram incapazes de provar se esta fotografia foi ou não manipulada “porque trata-se de uma fotografia de uma fotografia de uma fotografia”.

O duque de York disse que na imagem não estava vestido como habitualmente costuma estar em Londres, acrescentando que “não podemos ter a certeza que aquela é a minha mão”.

Não consigo explicar esta fotografia particular”,vincou.

O príncipe André frisou ainda que nunca reparou em raparigas menores na casa de Epstein porque, como membro da família real, está habituado a ter “funcionários a andar constantemente” por casa e, por isso, não interagiu com ninguém que achava pertencer ao staff.