Trinta pessoas foram assistidas em Bombaim, na Índia, depois de uma perda de pressão num avião da Jet Airways ter causado dores nos ouvidos e sangramento nasal nos passageiros.

O incidente aconteceu durante a subida do voo em Bombaim, noticiou a agência de notícias Press Trust of India, que cita uma autoridade indiana. O avião seguia para Jaipur, um destino turístico e capital do estado de Rajasthan.

Um comunicado da companhia aérea refere que o voo com 166 passageiros e cinco tripulantes, que se dirigia a uma cidade no oeste da Índia, foi obrigado a regressar ao aeroporto de Bombaim e que foi prestada ajuda médica a 30 passageiros.

Foram prestados os primeiros socorros aos poucos passageiros que se queixaram de dor de ouvidos, sangramento no nariz, etc.", refere o comunicado, citado pelo jornal britânico The Guardian. "A tripulação do cockpit do voo foi suspensa da escala programada, aguardando investigação", acrescenta.

Alguns passageiros partilharam imagens nas redes sociais a mostrar máscaras de ar penduradas no teto e a alegar que não receberam nenhuma explicação da tripulação sobre as condições a bordo do Boeing 737.

 

 

O ar dentro de um avião que voa a uma altitude de cruzeiro, cerca de 36.000 pés (10.9728 quilómetros) acima do nível do mar, é geralmente pressurizado para simular as condições a cerca de 8.000 pés (2.4384 quilómetros), um nível saudável, embora ainda alto o suficiente para inibir a taxa a que o oxigénio é transportado no sangue.

Diminuições rápidas na pressão do ar fazem com que o ar dentro do ouvido médio e das fístulas saiam do corpo numa tentativa de uniformizar o ambiente ao redor, geralmente experimentado como uma sensação de estalo.

A pressão baixa repentina pode levar o ar a sair com muita força e a causar dores de cabeça, dor de estômago e sangramento do nariz e dos ouvidos.