Estado Islâmico queima maços de cigarros em Raqqa (Foto: Twitter)




«A primeira vez será preso e açoitado (40 chicotadas)», afirmou ao «The Independent». «Se fumar novamente, será chicoteado e preso. Na terceira ocasião, será levado para um acampamento numa zona rural e multado numa grande soma de dinheiro», acrescentou.






«Não há clientes. Muitos dos nossos clientes são fumadores e não tomam café se não puderem fumar um cigarro com ele. Indiretamente, eles estão a obrigar-nos a fechar o café», diz o gerente de um estabelecimento.


«Estou a aproveitar enquanto posso», explicou. «Assim que atravessar, não posso fumar ao ar livre», acrescentou.


«Sempre que se aproximam de um posto de controlo do Estado Islâmico, os nossos motoristas mudam a música para o canto islâmico e deitam fora pela janela quaisquer cigarros que tenham», revelou.


Já em 2014, um vídeo tornou-se famoso na Internet ao mostrar combatentes islâmicos, em Raqqa, a queimar a carga de um camião cheio de cigarros que foi apreendido. Os militantes do Estado Islâmico derramam combustível sobre as caixas para depois as incendiarem.