Dois antigos senadores republicanos assumidamente opositores do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vão trabalhar como embaixadores ao serviço da atual administração norte-americana de Joe Biden, confirmou esta terça-feira o Senado, em Washington.

O ex-senador do Arizona, Jeff Flake, foi aprovado para o cargo de embaixador na Turquia, enquanto Cindy McCain, mulher do falecido senador John McCain, irá exercer as funções de embaixadora na Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

A votação do senado confirmou, também, o ex-senador democrata do Novo México, Tom Udall, como embaixador na Nova Zelândia e Victoria Reggie Kennedy, viúva do ex-senador do Massachusets, Ted Kennedy, como embaixadora na Áustria.

As nomeações foram aprovadas por voto verbal, processo que demora apenas alguns minutos e que pode ser usado desde que nenhum senador se oponha ao mesmo.

Os republicanos, liderados pelo senador Ted Cruz, representante do Texas, estão a exigir que a grande maioria dos outros nomes indicados pelo Departamento de Estado de Joe Biden passem por um processo de votação muito mais exaustivo e demorado.

Jeff Flake foi um dos raros críticos de Donald Trump entre os republicados do Senado durante a liderança do ex-presidente dos EUA, tendo servido apenas um mandato no Senado e optando por não tentar a reeleição face ao que seria, certamente, uma difícil eleição primária.

Cindy McCain apoiou Joe Biden na eleição presidencial, o que, na altura, foi visto como uma ajuda a Biden no seu apelo aos republicanos e independentes no Arizona, um estado ‘oscilante’ decisivo que o seu marido representou no Congresso durante 35 anos.

/ NM