Dois youtubers estão a contas com os serviços de imigração da Indonésia depois de terem feito um vídeo em que aparecem a usar máscaras falsas. Josh Paler Lin e Leia Se filmaram-se com máscaras pintadas, em vez das reais, quebrando as regras sanitárias em vigor por causa da pandemia de covid-19.

As autoridades de Bali apreenderam-lhes os passaportes, e o caso ganhou uma grande dimensão, uma vez que a publicação se tornou viral nas redes sociais.

No vídeo em causa, Leia Se tenta entrar numa loja, acabando por ser mandada para trás por não estar a usar máscara. De seguida, Josh Pan Lin entrou na mesma loja, mas com uma máscara pintada na cara, tendo conseguido entrar no estabelecimento.

Publicado a 22 de abril no Youtube, o vídeo conta já com mais de 3,5 milhões de visualizações, até ter sido retirado.

Apesar de este ser o primeiro caso em que os Youtubers desrespeitaram a lei do país, a dimensão que o caso ganhou pode vir a tornar as consequências mais graves que o esperado.

Segundo as autoridades indonésias, Josh Paler Lin vive nos Estados Unidos, enquanto Lia Se é cidadã russa.

Entretanto, o vídeo acabou por ser removido das redes sociais de ambos os youtubers, que já vieram pedir desculpa em público, num vídeo legendado em inglês e indonésio.

A intenção deste vídeo não era, de todo, desrespeitar ou convidar as pessoas a não usarem a máscara. Fiz este vídeo para entreter as pessoas, porque sou um criador de conteúdos, e esse é o meu trabalho", disse o homem.

António Guimarães