Julie Loving, de 51 anos, deu à luz a própria neta, no último dia 2 de novembro, no estado norte-americano do Illinois. Julie serviu de barriga de aluguer para que a filha e o genro, Breanna e Aaron Lockwood, fossem pais.

A pequena Briar Juliette veio pôr fim a uma luta de mais de quatro anos de Breanna e Aaron para serem pais.  

“Foi definitivamente um processo surreal. Os sentimentos surgiram todos em simultâneo, ao ver a minha mãe passar por tudo isto e por tudo o que fez por mim e continua a fazer”, disse Briar, em entrevista ao programa Good Morning America, da ABCNews.

O parto de Briar foi induzido às 38 semanas de gravidez e Julie foi sujeita a uma cesariana de emergência, por causa de problemas relacionados com o cordão umbilical.

“Foi um dia muito emotivo, com muitas lágrimas e muitos momentos de felicidade e outros de muito medo. Mas os médicos e toda a equipa foram fantásticos”, descreveu Breanna.

A filha de Julie, de 29 anos, casou em 2016 com Aaron. Começaram logo a tentar engravidar. Ao fim de um ano de tentarem pelo método natural sem sucesso, procuraram um especialista em fertilidade.

Durante dois anos, fizeram várias fertilizações in vitro, Breanna foi sujeita a várias cirurgias e sofreu vários abortos. Até que o médico lhe disse que teria de considerar a hipótese de recorrer a uma barriga de aluguer, uma vez que o seu útero parecia incapaz de segurar uma gravidez.

O médico sugeriu-lhe que recorresse a alguém próximo, já que, numa agência, o processo pode custar mais de 100 mil dólares. De início, Breanna não considerou a hipótese de ser a sua mãe a barriga de aluguer que procurava. Mas foi Julie a primeira a sugerir essa solução à filha.

Julie foi sujeita a vários exames e vista por pelo menos cinco especialistas, até ser dada como apta para receber o embrião resultante da junção do óvulo fornecido pela filha e dos espermatozoides do genro.

A implantação do embrião resultou à primeira tentativa e Julie engravidou em fevereiro. A gravidez foi acompanhada de perto pelo casal, que vive muito perto da mãe de Breanna.

Durante todo o processo, Breanna registou a evolução da gravidez da mãe na página do instagram ivf.surrogacy.diary.

Manuela Micael