“Tratava-se de um indivíduo muito perigoso. Tinha boa capacidade técnica e tinha manifestado um forte desejo de matar norte-americanos e recrutar outros para que fizessem o mesmo”, apontou.

“Eliminamos uma importante ameaça do campo de batalha”, realçou o porta-voz do Pentágono.