Um homem armado invadiu na quinta-feira a propriedade onde fica situada a residência do primeiro-ministro canadiano Justin Trudeau, tendo sido detido duas horas mais tarde, informou a polícia.

Em comunicado, a Real Polícia Montada Canadiana (RPMC) disse que Trudeau não estava presente na altura do incidente em Otava.

A polícia identificou o suspeito como membro das forças armadas do Canadá.

Segundo a polícia, o homem embateu com uma carrinha 'pick-up' contra o portão da propriedade onde vive o primeiro-ministro, às 06:30 da manhã de quinta-feira, e foi rapidamente cercado numa estufa, antes de ser detido sem incidentes, duas horas mais tarde.

Trudeau vive com a mulher e os três filhos numa casa de campo no parque de Rideau Hall, residência oficial dos representantes da coroa britânica, já que a residência tradicional do primeiro-ministro está em estado degradado.

A atual governadora-geral do Canadá, Julie Payette, que vive na mesma propriedade, também não se encontrava em casa na altura do incidente, informou a polícia.

Agradecemos à RCMP e à polícia por terem resolvido rapidamente a situação esta manhã no Rideau Hall. Todo o nosso pessoal está a salvo", escreveu Payette na rede social Twitter.

Segundo o canal de televisão canadiano Global Television Network, o homem teria perdido o emprego e estaria descontente com a forma como o Governo tem gerido a crise do novo coronavírus.

/ BC