O laboratório francês Sanofi anunciou que o ensaio clínico internacional de fase 3, que testou a eficácia do seu medicamento Kevzara no tratamento de formas graves de covid-19, não obteve resultados conclusivos.

Este ensaio de fase 3, ou seja, o estágio de teste massivo, "não atingiu o seu desfecho primário ou secundário, em comparação com o placebo", disse o grupo francês em comunicado.

Por enquanto, a Sanofi e o laboratório americano Regeneron, que co-desenvolveu este medicamento lançado em 2017 para tratar a artrite reumatoide, “não pretendem realizar outros estudos clínicos sobre o Kevzara no tratamento da covid-19", é referido na nota.

Este estudo, que avalia a eficácia do Kevzara no tratamento de formas graves de covid-19, incluiu 420 pacientes e foi realizado na Argentina, Brasil, Canadá, Chile, França, Alemanha, Israel, na Itália, Japão, Rússia e Espanha.

Embora "não tenha dado os resultados que esperávamos, estamos orgulhosos do trabalho realizado pela equipa que se encarregou de aprofundar os nossos conhecimentos sobre o uso potencial de Kevzara no tratamento da covid-19 ", sublinhou John Reed, chefe de pesquisa e desenvolvimento da Sanofi, citado no comunicado à imprensa.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 847.071 mortos e infetou mais de 25,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ AM