O filho mais velho do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-il, afirmou ser contra a transmissão hereditária do poder para o seu irmão mais novo, em entrevista divulgada pela televisão japonesa Asahi TV.

«Pessoalmente, oponho-me à transmissão hereditária (do poder) a uma terceira geração da família», disse Kim Jong-nam, que se exprimiu em coreano, numa entrevista realizada no sábado, em Pequim.

«Mas penso que há certas razões internas para isso. Se é o caso, penso que temos de aceitar», acrescentou.
Redação