O líder norte-coreano liderou uma reunião com líderes militares e políticos, naquela que foi a sua primeira aparição pública em mais de três semanas, na qual foram adotadas medidas "para fortalecer ainda mais a dissuasão militar do país".

Novas diretrizes foram apresentadas para fortalecer ainda mais o dissuasor nuclear do país e operar as forças armadas estratégicas em estado de alerta máximo", segundo a agência de notícias norte-coreana KCNA.

A reunião da Comissão Militar Central do Partido Trabalhista Coreano (PTC) serviu para Kim Jong-un analisar "uma série de tendências nas atividades político-militares das forças armadas".

Também foram acordadas medidas "para aumentar decisivamente a capacidade de atacar com fogo de artilharia", segundo a KCNA.

/ CE