O ministro da Sáude da Malásia, Subramaniam Sathasivam, disse esta terça-feira que o corpo do meio-irmão do líder norte-coreano Kim Jong-nam continua numa morgue de Kuala Lumpur, enquanto decorrem negociações com a Coreia do Norte.

A informação do Ministério da Saúde da Malásia nega as notícias de que os restos mortais de Kim Jong-nam estariam a ser enviados para fora do país como parte de negociações diplomáticas.

Notícias contraditórias foram publicadas pela imprensa local da Malásia na segunda-feira, umas indicando que o corpo de Kim Jong-nam seria cremado e enviado para Pyongyang, e outras referindo que o corpo estava prestes a ser enviado para Macau, onde se acredita que resida a família de Kim Jong-nam.

O meio-irmão do líder da Coreia do Norte foi assassinado a 13 de fevereiro no aeroporto de Kuala Lumpur por duas mulheres, uma indonésia e uma vietnamita, que lhe injetaram um químico letal na cara.

O incidente está a causar problemas entre a Malásia e a Coreia do Norte, países que mantinham boas relações. 

/ EC