Portugueses em Timor-Leste com dificuldades devido a atrasos nos correios






"Passam a vida a apelar e a incentivar para exercermos o nosso direito de voto. Cumpres todos os procedimentos para poder votar. Recenseias-te e aguardas ansiosamente pelo dia em que tens o dito cujo papelinho onde irás colocar a tua cruzinha (…) mas o mais certo é nem poderes votar ou (…) que o teu voto não chegue em tempo útil a Portugal", queixou-se uma portuguesa na sua página do facebook.














"Vale a pena o esforço de entregarem o boletim de voto. Vale a pena votar. As indicações que temos dos correios são de que os envios para Portugal demoram entre 3 semanas e um mês. Se for três semanas ainda chegam a tempo", disse.





Greve dos Correios no Brasil afeta chegada dos boletins de voto














"Face à greve dos correios no Rio de Janeiro, recomenda-se que, assim que receber o seu boletim, o que deverá ocorrer nos próximos dias, envie o seu voto e a correspondência eleitoral de imediato para Portugal, seguindo as instruções contidas na carta inclusa", afirma o consulado.