Um armazém de petróleo e pneus no porto de Beirute incendiou-se esta quinta-feira, pouco mais de um mês depois das explosões que fizeram cerca de 190 mortes e devastaram a zona portuária e a área residencial nas imediações. 

Nesta altura, é visível uma densa coluna de fumo acima do porto da cidade libanesa. Fonte militar, citada pela Reuters, refere que a causa do incêndio é ainda desconhecida. 

O edifício a arder já tinha sido dizimado nas explosões de 4 de agosto, quando quase 3.000 toneladas de nitrato de amónio foram detonadas.

Várias corporações de bombeiros estão neste momento a tentar controlar o incêndio.

As explosões de agosto mataram mais de 190 pessoas, ferindo cerca de 6.500 e danificando milhares de edifícios na capital libanesa.

O cenário de um outro grande incêndio provocou esta quinta-feira o pânico entre a população ainda traumatizada pelas explosões do mês passado.

/ BC