A militar Chelsea Manning foi libertada da prisão depois de ter cumprido sete anos de prisão por ter revelado informações classificadas à Wikileaks, avança a BBC.

Segundo o canal de notícias britânico, um oficial dos EUA confirmou que a ex-reclusa já saiu de Fort Leavenworth, a prisão militar no Kansas, onde estava detida. Mais tarde, o porta-voz do Exército adiantou, numa breve declaração, que a libertação ocorreu pelas 2:00 (hora local). 

O que restava da sentença de 35 anos foi perdoado pelo presidente norte americano, Barack Obama, em janeiro, antes de terminar o mandato na Casa Branca.

O advogado de Chelsea Manning disse, em declarações anteriores, que a militar estava ansiosa, mas pronta para viver “como a mulher que é”.

A soldado de 29 anos nasceu Bradley Manning, mas depois de ter sido detida assumiu que sempre se sentiu como uma mulher. 

Cláudia Lima da Costa