Um grupo de 300 pessoas tentou linchar na segunda-feira 20 evangélicos que faziam turismo na Guatemala por pensarem que eram delinquentes.

A Polícia Nacional Civil disse em comunicado que os religiosos, entre os quais havia homens, mulheres e crianças, viajavam em dois veículos no município de Lanquín, no departamento nortenho de Alta Verapaz, quando um deles teve uma avaria.

Um dos ocupantes saiu do carro para apanhar uma peça que tinha caído, mas no local havia crianças que se assustaram ao pensarem que os iam sequestrar.

Nessa altura, uma das mães das crianças alertou os moradores e cerca de 300 pessoas cercaram os religiosos, todos membros da igreja Pérola de Cristo, que viajavam para fins recreativos para a estância turística de Semuc Champey.

As autoridades entretanto chegaram ao local e "através do diálogo" libertaram os evangélicos permitindo-lhes seguir viagem, de acordo com o comunicado.

Segundo um relatório da organização humanitária Grupo de Apoio Mútuo (GAM), entre 2008 e 2015 registaram-se na Guatemala 1.367 casos de linchamentos, com 305 mortos e 1.062 pessoas feridas.