Durante uma sessão de autógrafos que a ex-primeira dama dos Estados Unidos deu a propósito do livro "Becoming", Celiste e Rowan tiveram a oportunidade de conhecê-la e não poderiam ter ficado mais felizes. Foi na livraria Tattered Cover, em Denver, Estados Unidos, que Celiste e Rowan puderam realizar o sonho de estar frente a frente com Michelle Obama.

A mulher de Barack Obama tem estado presente em várias livrarias do país a promover o livro “Becoming”, que foi lançado em novembro, e tem sido recebida por milhares e milhares de pessoas. No entanto, não estava à espera de encontrar duas meninas que ficassem tão felizes e entusiasmadas por conhecê-la.

Através de um vídeo que a própria Michelle partilhou no Twitter, é possível ver a "grande" felicidade de Celiste e Rowan ao poderem abraçar pela primeira vez a ex-primeira dama dos EUA.

Partilho uma pequena motivação para segunda-feira das minhas novas amigas Rowan e Celiste. Obrigada a todas as pessoas que vieram à Tattered Cover, na semana passada, em Denver”.

 

No vídeo, Celiste e Rowan contam que se conhecem desde bebés e que estão muito entusiasmadas por conhecer Michelle Obama. Quando chegou o momento pelo qual tanto ansiavam, as meninas começaram a saltar de contentamento e correram para os braços da ex-primeira dama.

Michelle Obama ficou também muito feliz por conhecer duas crianças tão entusiasmadas e acabou por lhes dar conselhos sobre a escola e sobre como é importante ter boas notas.

Desde que lançou o seu livro, Michelle Obama tem atraído cada vez mais fãs e não é novidade que foi uma das mais populares primeiras-damas dos EUA. Continua, aliás, a ser uma das figuras mais admiradas e influentes do país, mesmo estando afastada da esfera política. Prova disso é o facto de o seu novo livro de memórias se ter tornado campeão de vendas antes de ter sido publicado e de ser já a publicação mais vendida deste ano.

Segundo anunciado pela editora, Penguin Random House, “Becoming”, que revela duras críticas às opções políticas do atual presidente norte-americano, já terá vendido mais de dois milhões de cópias nos EUA e no Canadá desde 13 de novembro.