As autoridades de saúde do Reino Unido, equipadas com fato de proteção completo, retiraram um passageiro que estava infetado, de um avião da Ryanair, que estava prestes a descolar para Itália.

Tudo aconteceu na quarta-feira à noite no aeroporto de Stansted, em Londres. Momentos antes da partida para Pisa, o passageiro recebeu, via mensagem de texto, o resultado do teste à covid-19 que tinha feito dias antes.

Segundo o The Guardian, de imediato, o passageiro e o seu acompanhante foram transferidos para a área de isolamento do aeroporto, onde foram recebidos pelas autoridades sanitárias. Os assentos do avião e os compartimentos superiores da cabine foram desinfetados e o avião acabou por partir com uma hora de atraso.

Em comunicado, a Ryanair referiu que “uma vez que o passageiro e o seu acompanhante cumpriram, integralmente, os procedimentos de segurança da Ryanair – ambos utilizaram máscara no aeroporto e enquanto estiveram sentados no avião – havia pouco ou nenhum risco de transmissão de covid-19 para outros passageiros ou membros da tripulação, uma vez que todos usavam máscara”.

 
   
Lara Ferin