Um muçulmano que testemunhou o ataque em Londres, decidiu iniciar uma campanha de angariação de fundos cujo valor será utilizado para apoiar as vítimas e as respetivas famílias.

Em apenas uma hora, foi possível angariar seis mil euros para a campanha aberta online: “Muçulmanos unidos por Londres”. No entanto, esta sexta-feira, o valor já ronda os 20 mil euros.

A comunidade muçulmana que vive no país está solidária com o povo britânico, num momento em que a cidade e as pessoas se tentam recompor do terror vivido em Londres, no dia 22 de março.

Muddassar Ahmed é o autor da iniciativa e descreveu ao canal ITV news o que sentiu ao presenciar o ataque através de uma janela.

Fiquei chocado ao ver da minha janela [do trabalho] os ferimentos e pessoas a perderem as suas vidas. (…) A comunidade muçulmana está com a comunidade britânica nestes momentos difíceis e aumentou o valor da angariação de fundos para apoiar rapidamente a família do ex-polícia Keith Palmer e outras vítimas e as suas respetivas famílias”.  

O atentado em Londres roubou a vida a cinco pessoas e dezenas ficaram feridas, muitas delas em estado crítico.

Embora nenhum dinheiro traga de volta a vida destas pessoas e tire a dor destas famílias”, sublinhou Ahmed.

A angariação de fundos “Muçulmanos Unidos por Londres” surge depois do presidente-executivo da Fundação Ramadhan pedir que haja uma maior segurança fora das mesquitas.

Os terroristas querem dividir as comunidades. E a extrema-direita está a fazer o trabalho desses grupos terroristas, consentindo a divisão e o ódio, mas como cidadãos britânicos, vamos continuar a trabalhar para unir as pessoas e colocar um fim à violência”, disse Muddassar Ahmed.

/ MC