Decorreu, este domingo, uma operação policial em Barking, localidade a este de Londres, onde foram detidas 12 pessoas por ligação ao ataque de sábado à noite.

Segundo a Sky News, a polícia entrou numa casa que será de um dos atacantes abatidos no sábado à noite e decorreram buscas em mais residências.

A polícia revelou já de noite, a propósito das 12 detenções, que uma delas é de uma mulher de 38 anos, detida no "endereço 1" daquele bairro. Outras 11 pessoas foram detidas no "endereço 2" do mesmo bairro.

Entre elas, há cinco homens: um de 28 anos; um de 52; um de 55; um de 27; e outro de 55 anos, este libertado sem acusação. Há também seis mulheres detidas: uma de 49 anos; uma de 60; uma de 19; outra 27; outra de 24 e ainda outra de 53 anos.

Estavam a ser realizadas ainda buscas em quatro propriedades. 

Houve outro foco de buscas policiais, em Newham, mas daí não resultaram detenções, embora tenham sido aboradas várias pessoas.

Durante a operação deste domingo, não teve de ser acionada nenhuma arma de fogo.

AO MINUTO: tudo sobre os ataques de Londres

O que relatam os vizinhos

Um vizinho, questionado pela Sky News, contou que a polícia lhe terá mostrado uma fotografia de um dos suspeitos, que viverá no local.

Damien Pettit descreveu o alegado atacante como uma pessoa "afável", com filhos e que ajudava a comunidade.

Uma outra vizinha, que não quis ser identificada, disse ao The Guardian que reconheceu o vizinho pela foto que circulou de um dos suspeitos abatidos no chão.

“Eu percebi que era ele. Foi um choque. Toda a gente aqui tem filhos e empregos. Nunca pensamos que alguém daqui pudesse fazer algo deste género.”

Segundo a mesma fonte, o suspeito e a mulher usavam vestes tradicionais islâmicas.

Os três atacantes foram abatidos poucos minutos após terem matado sete pessoas e ferido pelo menos 48, na London Bridge e no Borough Market.

Buscas em East Ham durante a tarde de domingo

Em East Ham, a polícia armada invadiu um apartamento, segundo testemunhas ouvidas pela BBC. Duas pessoas terão sido detidas. Dezenas de agentes armados, com os rostos cobertos, entraram na habitação.

Testemunhas dizem que dois homens foram detidos e levados por uma carrinha da polícia.

Um dos homens terá saltado de uma janela do primeiro andar antes de ser apanhado pela polícia.

Foi elaborado um perímetro de segurança.