A polícia canadiana identificou Kam McLeod e Bryer Schmegelsky, dois jovens considerados até agora desaparecidos, como suspeitos do duplo homicídio de Lucas Fowler e Chynna Deese (ver fotografia), encontrados mortos na berma de uma estrada na Colúmbia Britânica.

As autoridades comunicaram, esta terça-feira, a viragem na investigação dos três homicídios e do desaparecimento dos dois jovens na mesma estrada remota.

Uma porta-voz da Polícia Real Canadiana afirmou que Kam McLeod, de 19 anos, e Bryer Schmegelsky, de 18, são suspeitos do assassinato de Lucas Fowler, 23, e Chynna Deese, 24, assim como de um homem ainda não identificado encontrado num carro também destruído pelo fogo.

Lucas Fowler e Chynna Deese

De acordo com o The Guardian, os jovens até agora considerados desaparecidos já foram avistados na região Norte de Saskatchewan e já foram encetadas buscas policiais para detê-los.

Para além disto, as autoridades alertaram que Kam McLeod e Bryer Schmegelsky são considerados perigosos e, caso algum cidadão veja o par, não deve “abordá-los, tomar ação e ligar imediatamente o 911 [equivalente ao 112, em Portugal]”.

Recorde-se que os corpos de Lucas Fowler e Chynna Deese foram encontrados na berma da Autoestrada do Alasca, no dia 15 de julho. Na sexta-feira, a cerca de 500 quilómetros a sul daquele lugar, na cidade de Dease Lake, Kam McLeod e Bryer Schmegelsky foram dados como desaparecidos. O veículo em que viajam foi encontrado incendiado nas imediações da localidade.

Durante as buscas pelos dois jovens, a polícia de Dease Lake deparou-se com outra morte suspeita: a terceira vítima mortal foi encontrada num carro também destruído pelo fogo.

As autoridades já suspeitavam que as mortes e os desaparecimentos estariam ligados, mas pensava-se que Kam McLeod e Bryer Schmegelsky também estariam entre as vítimas de um potencial “serial killer”.